domingo, 17 de dezembro de 2017

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos - dia 3

E chegámos ao último dia do Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos. Recebemos durante a manhã o Dr. Oscar Issisdorsson em representação da ONG sueca Afrikagrupperna, organização que desenvolve um trabalho de mérito combatendo a pobreza em África e apoiando uma série de organizações em vários países deste continente, tais como, Angola, Namíbia, Moçambique, África do Sul e Zimbabwe, bem como desenvolve programas e intercâmbios regionais.  Após a palestra, houve ainda tempo para a colocação de questões ao nosso convidado. Passámos de seguida, à exibição da 1ª parte do premiado documentário “Amanhã” que retrata a viagem à volta do mundo do ativista, poeta, escritor e ator Cyril Dion e da atriz Mélanie Lauren. O objetivo foi a recolha de histórias de sucesso de pessoas que, face a algumas adversidades conseguiram dar a volta à situação de uma maneira criativa, em prol da sustentabilidade ambiental.

Já no bloco do meio-dia, a ACCIG dinamizou para algumas turmas um workshop bastante interativo, sobre Violência no Namoro.

Durante a tarde exibimos o filme "A rapariga dinamarquesa" - Estreado na 72.ª edição do Festival de Cinema de Veneza, um filme dramático que conta com a assinatura de Tom Hooper ("O Discurso do Rei", “Os Miseráveis”). O argumento é baseado na obra homónima de David Ebershoff que, por sua vez, se inspira na extraordinária história dos artistas Einar Wegener/Lili Elbe e Gerda Wegener.

E assim, terminámos mais um Ciclo de Reflexão dedicado aos Direitos Humanos. Queremos agradecer a todas e a todos que connosco fizeram com que este Ciclo, mais uma vez, fosse possível na nossa escola - às entidades convidadas, à direção da escola, aos docentes, aos funcionários, às alunas e alunos que estiveram presentes, muito obrigada!
Esperamos que as mensagens aqui deixadas, fomentem a desejada reflexão e  nos movam numa ação conjunta de forma a que cada um de nós deixe de lado a indiferença e faça a sua parte na sua casa, na sua rua, no seu, no nosso  mundo, num efeito dominó, em torno da defesa incondicional dos Direitos Humanos!


BEM HAJA

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos - dia 2

Iniciámos o 2º dia do Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos com a presença do Dr. Filipe Lopes, coordenador do projeto "A poesia não tem grades" um modelo de inclusão social que utiliza a leitura, a escrita e a experimentação artística como instrumentos de trabalho privilegiados.
Iniciado em 2003, o projeto realiza-se em parceria com a Direcção-Geral da Reinserção e dos Serviços Prisionais, sendo o seu desenvolvimento e implementação da responsabilidade da Associação de Ideias, uma organização sem fins lucrativos direcionada para a promoção dos valores da cidadania.
Foi uma sessão de excelência, pela qualidade do nosso convidado que soube cativar todo o público presente. Foram lidos diversos textos poéticos e partilhadas várias histórias do dia-a-dia deste projeto que nos sensibilizaram a todos.
Muito obrigada ao Dr. Filipe Lopes pela sua fantástica partilha. Esperamos vê-lo mais vezes na nossa escola.
Na parte da tarde tivemos connosco o dirigente José Falcão da organização SOS Racismo que alertou os nossos jovens para vários conceitos relacionados com os direitos humanos e apelou a que nenhum de nós seja indiferente face às injustiças e à discriminação.

Muito obrigada aos nossos convidados, aos docentes e aos alunos e alunas que estiveram presentes nas sessões.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos - dia 1

Iniciámos na ESFA o Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos, uma organização da Biblioteca Escolar e do Departamento de Ciências Sociais e Humanas representado pela docente Sara Vermelho.
Para iniciar o dia enviámos a todas as turmas da nossa escola um texto para reflexão alusivo à temática dos Direitos Humanos. De seguida, estava prevista a atuação da classe de Ginástica, mas infelizmente, as condições meteorológicas não o permitiram pelo que o evento teve de ser cancelado.
Montámos nas escadas de acesso à biblioteca um painel dedicado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável com trabalhos de ilustração dos alunos de Artes, realizados na aula da docente Cristina Vouga. Também os alunos do 9º ano da docente Anabela Pascoal trabalharam a temática tendo elaborado trabalhos que deram origem ao um móbil que foi colocado à entrada das escadas. Às duas docentes e aos alunos e alunas que colaboraram o nosso agradecimento.

Já no auditório, ouvimos uma mensagem de abertura que nos foi lida pela Ana Margarida Rodrigues e as alunas do 12º L deram início à sessão enunciando alguns dos principais objetivos desta iniciativa. Foi partilhado um filme sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ao que se seguiu a intervenção do senhor Sub-diretor do Agrupamento, Dr. Fernando Espinha.

Antes de passarmos a palavra ao nosso convidado, ouvimos ainda uma leitura encenada do texto “Refugiados em nós” que foi realizada pelas alunas do 12ºK, coordenadas pela docente Maria Aguiar.
Seguiu-se a intervenção do Dr. Pedro Neto, diretor executivo da Amnistia Internacional Portugal que deu a conhecer o trabalho da organização em defesa dos Direitos Humanos, apelando a uma participação ativa de todos e de cada um de nós. Foram apresentados os casos da Maratona de Cartas deste ano, o maior evento mundial de Direitos Humanos, a que todos os anos aderimos e feito o apelo para que, depois de conhecermos cada um dos casos, contribuíssemos juntando a nossa assinatura às milhares de assinaturas desta ação global. Houve ainda espaço para a divulgação da campanha Brave que visa o reconhecimento, a proteção e a segurança de todos os que lutam pela defesa dos direitos humanos. Acompanharam o Dr. Pedro Neto  a  coordenadora do Núcleo de Viseu da Amnistia Internacional, Dra Patrícia Filipe, que já por diversas vezes esteve na nossa escola e a Dra Maria José Santos, nossa conterrânea.

Durante a tarde, contámos com a presença da Dra Rita Paulos, Diretora Executiva da Casa Qui que dinamizou uma sessão muito participada dedicada à igualdade de género. Contámos também nesta sessão com a colaboração de três alunas do 12ºK que prepararam nas aulas da docente Maria Aguiar uma leitura encenada do texto “Não é normal. Não é amor. É violência!

E foi assim que chegámos ao fim do primeiro dia do Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos. Muito obrigada aos nossos convidados, à professora Maria Aguiar e aos alunos e docentes que estiveram presentes nestas sessões. 
Ficam algumas fotos!

domingo, 10 de dezembro de 2017

A educação devia ser um direito de todos!


A UNICEF lançou este vídeo para nos lembrar dos 27 milhões de crianças que não frequentam a escola por viverem em zonas de conflito. A educação devia de ser um direito de todos, mas não é.

A história dos Direitos Humanos

Um pequeno filme sobre a história dos Direitos Humanos que todos deviámos conhecer e defender!

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos


Na próxima semana iremos, mais uma vez, dinamizar na ESFA o Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos. Levar os jovens a refletir sobre alguns dos problemas que afetam o mundo em que vivemos e sensibilizá-los para uma caminhada conjunta em prol da defesa dos Direitos Humanos, onde cada um de nós faça a sua parte, é o grande objetivo destes dias.

Contamos, para isso, com a presença de uma série de organizações convidadas - Amnistia Internacional, Casa Qui, SOS Racismo, AfrikaGrupperna, ACCiG e o projeto "A Poesia não tem Grades -  e a colaboração de vários docentes e alunos, aos quais, antecipadamente, agradecemos.
Bem-haja a todos!