terça-feira, 21 de abril de 2015

DIA MUNDIAL DO LIVRO - Biblioteca Municipal

A Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde, acolhe na próxima quinta-feira, dia 23 de abril, pelas 21h30, o lançamento da obra "Diamantes de Vida", de Mário Rodrigues Ferreira e chancela da Alphabetum – Edições Literárias. A iniciativa, organizada pela Câmara Municipal de Mangualde, acontece no âmbito da comemoração do Dia Mundial do Livro e integra-se na atividade do Clube de leitura da Biblioteca Municipal.

"Diamantes de Vida" é uma obra perturbadora, de um realismo vivo e, muitas vezes, sentimental, que se tece entre histórias distintas do passado, presente e futuro que se entrecruzam e se complementam. Três viagens. Uma, fugindo não se sabe de quê, num misto de inexperiência e ingenuidade. Outra, pelo interior de si próprio, fugindo de si e de todos, num misto de credulidade e medo. E uma última: Um olhar sobre o nada que fica mesmo antes do que podia ser tudo. Mário Rodrigues Ferreira espera que a leitura de “Diamantes de Vida” estimule nos leitores a ideia de que “devemos viver com a certeza que a vida é uma dádiva e que tem que valer a pena”.

O autor, Mário Rodrigues Ferreira nasceu a 4 de Junho de 1966, “no tempo dos morangos, num ano em que as frutas ainda tinham época”, refere. Depois de terminar os estudos e o serviço militar obrigatório, passados três anos, iniciou o seu percurso profissional numa instituição de crédito nacional. Ao longo dos últimos 25 anos, paralelamente ao serviço bancário, Mário Rodrigues Ferreira tem desenvolvido trabalho em arqueologia terrestre e subaquática, tendo publicado cerca de uma dúzia de livros da especialidade. Soma ainda a estas atividades, a de professor universitário. Apesar de ter sempre escrito, o autor assume que o fazia apenas para si e que deitava tudo fora. “Até que um dia, há uns anos”, explica, “resolvi não deitar para o lixo e surgiu o "Diamantes de Vida", o primeiro livro de ficção que chega agora ao público pela Aphabetum, uma escolha fomentada por indicação de alguém e também pela forma como olha os autores.

A iniciativa é aberta à comunidade.


Sem comentários: