quarta-feira, 6 de abril de 2016

“E se fosse eu? Fazer a mochila e partir”

A Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR), em colaboração com a Direção-Geral da Educação (DGE), o Alto Comissariado para as Migrações, I.P. (ACM, I.P.) e o Conselho Nacional de Juventude (CNJ) lançaram a campanha “E se fosse eu? Fazer a mochila e partir”, uma iniciativa de sensibilização das crianças e dos jovens para as dificuldades pelas quais os refugiados passam para fugir da guerra, procurando proteção humanitária.
A ação pretende desafiar cada aluno o a levar a sua mochila com os bens que transportaria se estivesse no lugar de um refugiado (através de imagens ou, se possível, em formato físico), devendo depois partilhar a razão das suas escolhas.
Vê o vídeo da campanha aqui:

Sem comentários: